Na época fria do ano, o conforto de ter em casa um jardim que mantém a cor e a vida da habitação, configurando um espaço recatado e intimista, é um privilégio que em muito contribui para a qualidade de vida dos moradores daí tanta gente optar por criar um jardim de inverno.

No caso de escritórios e espaços de trabalho, os jardins de inverno são excelentes opções para criar locais onde é possível relaxar, tomar um café ou fazer uma pausa para o pequeno almoço. São uma excelente alternativa à tradicional copa, permitindo o contacto com a natureza quando este não é possível devido às condições meteorológicas no exterior.

 

Onde começar?

O sucesso da criação de um jardim de inverno começa na escolha e adaptação do local, uma vez que na sua maioria estes jardins se encontram em espaços interiores. Após garantir a criação das condições ideais para o crescimento das plantas, há que fazer a escolha acertada mediante as condições de luz, água, solo e temperatura disponíveis. Importa o conhecimento profundo das plantas, de forma a garantir que cada espécie é escolhida especificamente para o local para onde se destina, pensando-se na sua textura, floração e cores.
O recurso a estufas, coberturas envidraçadas ou em acrílico são possíveis soluções para preparar o espaço.

Uma das principais vantagens do jardim de inverno é a sua capacidade de adaptação ás condições da habitação, sendo que a sua dimensão pode ser tão pequena quanto uma simples parede verde – um jardim vertical.

 

A importância do detalhe na criação de um jardim de Inverno

JARDIM de INVERNO - jardim vertical

O detalhe é especialmente importante, uma vez que pela sua reduzida dimensão, estes jardins ganham interesse pela harmonia e equilíbrio de materiais e plantas utilizados, sendo a sua distribuição, dimensão, quantidades, texturas e cores aspectos essenciais a ponderar no seu desenho.

Sendo um espaço intimista, geralmente localizado no interior da casa, o jardim de inverno tem uma relação muito próxima com os moradores, devendo ser pensado de forma a satisfazer as suas expectativas e necessidades. O recurso a cadeiras de descanso, elementos escultóricos ou elementos de água, ajudam a criar o ambiente ideal para poder relaxar, ler um livro ou passar um pouco de tempo a conversar com os familiares e amigos. Para amantes da horticultura há lugar para bancadas ou canteiros destinados ao cultivo de plantas.

Todos os restantes detalhes do espaço deverão ser desenhados pensando da optimização para os utentes, e na maximização da qualidade estética do jardim. A conjugação de materiais inertes como a gravilha ou o seixo para cobrir o solo e a madeira ou a pedra para as áreas de circulação, é crucial para o equilíbrio do todo que é o jardim de inverno.

A decoração do espaço recorrendo ás madeiras, lareiras, vasos personalizados, paredes verdes e plantas de floração invernal, permitem aumentar o conforto e interesse do jardim, e são muitas vezes utilizados em projectos feitos por arquitetos paisagistas.

 

Valorizar espaços com pouca utilidade

Com frequência o jardim de inverno é uma excelente forma de optimizar e dar valor a locais que por si só não tem elevada utilidade. São comuns os casos onde ocupam vãos de escadas, pequenas divisões, halls ou pátios com claraboias.

Desta forma é possível aproveitar recantos que normalmente são desmazelados para dar um toque de originalidade e vida à habitação.

 

Pretende ter o seu jardim de inverno projectado por um profissional? Os nossos arquitetos paisagistas terão todo o gosto em saber mais sobre a sua ideia e torná-la realidade!